Homem com sinais de embriaguez foge da polícia, causa danos a veículos e riscos à população

0
164
América


Teófilo Otoni – No sábado (23/10), por volta da 15h45, ao transitar pela BR116, no Km 276,6, Bairro São Cristóvão, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal deparou com uma aparente discussão entre três homens próximos a uma caminhonete que estava estacionada na pista auxiliar do sentido Governador Valadares. A equipe retornou para abordar os homens e um deles, V.S.G., de 27 anos, assumiu a direção da caminhonete MMC/Triton Sport HPE, fugiu dos policiais entrando pela contramão de direção da Rua Concórdia, e colidiu a caminhonete na traseira de uma VW/Kombi.

Ele desceu do veículo e fugiu a pé, mas foi acompanhado por um PRF, então ele subtraiu uma caminhonete Fiat/Strada, de um vendedor de frutas, que estava com a chave na ignição, acelerou o Fiat Strada na direção do PRF, que reagiu e efetuou um disparo de arma de fogo, para tentar cessar a direção perigosa, e o tiro não atingiu nenhuma pessoa e nenhum objeto. Na tentativa de atropelamento, o PRF caiu, causando lesões em sua mão direita e perna direita. Em seguida, o autor fugiu em alta velocidade pela BR-116, sentido à cidade de Itambacuri, a Polícia Militar foi acionada, e também começou as buscas para prendê-lo.

Por volta das 17h, após o autor ter retornado sentido a Teófilo Otoni, os policiais bloquearam a pista, parando duas carretas que ficaram atravessadas em frente ao posto da PRF, e viaturas e motos da PRF e PM se posicionaram de forma a inviabilizar a continuação da fuga. O autor então acelerou o Fiat Strada na direção da motocicleta da Polícia Militar, tendo o militar saltado da moto para conseguir escapar da tentativa de homicídio. Além dos policiais, cerca de dez pessoas estavam nas imediações da manobra perigosa, e quase resultou em um atropelamento coletivo.

 Na sequência da fuga, o autor subiu em um canteiro central no km 277 da BR-116 e o veículo ficou imobilizado definitivamente na Rua Diorides Macedo dos Santos. Mas ele ainda pulou o muro de uma casa, onde acabou sendo preso dentro da residência. Segundo a polícia, ele apresentava notórios sinais de embriaguez, como forte odor etílico, agitação e olhos avermelhados, e se recusou a fazer o teste de etilômetro. Afirmou que ingeriu whisky em grande quantidade em um leilão de cavalos, e dirigiu desesperadamente devido ao seu estado de embriaguez.

Os dois homens que inicialmente estavam na companhia do autor foram identificados: J.R.F.S. de 44 anos, e L.F.P., de 41. J.R. é o dono da caminhonete Triton e disse que um amigo indicou o autor para conduzir a caminhonete de Barueri-SP até Teófilo Otoni/MG, eles foram a um leilão de cavalos juntos e ingeriram bebidas alcoólicas. Quando o autor demonstrava estar bastante embriagado, importunando outras pessoas, tanto ele (J.R.), quanto L.F. decidiram convencê-lo a irem embora do evento. Ao passarem pela BR-116, no perímetro urbano de Teófilo Otoni, eles começaram uma discussão, momento em que o autor subtraiu o veículo. L.F. confirmou a versão.

As colisões causaram danos na parte dianteira (lado direito) da caminhonete Triton, na traseira (lado esquerdo) da Kombi, danos generalizados no Fiat/ Strada e na motocicleta da Polícia Militar. O autor foi atendido na UPA e o médico constatou que ele estava com sinais de embriaguez. Após, ele foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Teófilo Otoni. (Fotos: Divulgação).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui