Polícia Civil incinera mais de 170 quilos de entorpecentes em Teófilo Otoni

0
517
PMTO IPTU - 728x90


A Polícia Civil do Estado de Minas Gerais, por meio da Delegacia Adjunta de Tóxicos e Entorpecentes de Teófilo Otoni, atendendo a demanda da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (SENAD), visando ao combate do tráfico de drogas e crimes correlatos, incinerou na manhã desta quinta-feira (30/06/2022), quase 172 quilos de entorpecentes, sendo 110 de maconha, 29 de cocaína e 32 quilos de crack e haxixe.

As drogas incineradas são as apreendidas em diversas circunstâncias, pelas polícias Civil, Militar e PRF e também dentro de presídios, ao longo dos últimos meses. A incineração faz parte de uma operação do Ministério da Justiça, e outras ações ainda serão realizadas. A delegada Mariana Grassi Ceolin esteve à frente dos trabalhos, e informou que foi comunicado previamente a todos os órgãos oficiais, que a 1ª Delegacia Regional de Teófilo Otoni faria a incineração nesta data.

O comboio que saiu do prédio da Delegacia Regional de Teófilo Otoni até o local da incineração, fornos de uma cerâmica na Vila Santa Clara, estabelecimento apropriado, que facilita uma destruição mais rápida, sem possibilidade de sobrar qualquer resquício no local, contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Penal. Ressalta-se que, quando as drogas são apreendidas, são feitos os autos periciais e separado uma pequena amostra, porque, se alguém contestar o laudo futuramente, pode ser feita uma nova perícia em cima da amostra. O restante é incinerado.

Segundo a Polícia Civil, "estima-se que essas drogas vendidas no varejo trariam um lucro de aproximadamente R$ 5.000.000,00 aos traficantes". Equipe: Mariana Grassi Ceolin – Delegada de Polícia. Escrivão: Sandro Veloso. Investigadores: Zeli Luiz, Thiago Machado, Rafael Hirle e Ricardo Lemos. (Informações/Fotos: PCMG).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui