Polícia Civil recupera madeira furtada dentro de imóvel pertencente à União

0
638
PMTO IPTU - 728x90


Teófilo Otoni – A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da 1ª Delegacia Regional de Teófilo Otoni, recuperou na sexta-feira (28/08), diversas peças de madeira que foram subtraídas no mês de julho de 2020, de imóvel de propriedade da União, situado em Teófilo Otoni, que está sob a posse do Ministério Público do Trabalho. Os autores desmancharam telhados dos galpões existentes dentro do imóvel para subtraírem as peças de madeiras utilizadas para sustentação.

Informações obtidas pela equipe de investigadores da Polícia Civil apontaram que as madeiras estavam em um sítio na zona rural de Teófilo Otoni. Foi montada uma operação que culminou com a localização e recuperação de parte dos itens furtados. Segundo a Polícia Civil, a carga está avaliada em aproximadamente R$ 40 mil. O proprietário do sítio e um suspeito identificado foram ouvidos nos autos.

As investigações prosseguem para apurar o envolvimento de outros possíveis autores. Participaram das diligências o delegado de Polícia Civil, dr. Augusto Drumond e os investigadores Cláudio Borges, Zeli Luiz e Ricardo Lemos. (Informações: PCMG/ Teófilo Otoni). Segundo informações as madeiras de lei estavam no Bairro Olga Correia, no local onde funcionava a ASCANOVI – Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis, há mais de 20 anos.

Em contato com o Delegado Regional, dr Washington Souza Filho sobre o que pode pesar contra os envolvidos, ele disse que “poderão responder pelos crimes de furto e receptação”, e acrescentou, “Se identificarmos que havia um vínculo de estabilidade entre eles e formavam um grupo destinado a prática de crimes, podem ainda responder por associação criminosa. Tudo dependerá do que for apurado ao final da investigação”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui