Motociclista morre após colidir em automóvel na MGC 342, em Teófilo Otoni

0
114
PMTO IPTU - 728x90


Conforme registrado pela Polícia Militar Rodoviária, na noite de domingo (31/07), por volta das 19h, um automóvel VW Golf, transitava na MGC 342, no Km 582, em Teófilo Otoni, sentido bairro Taquara ao Cedro, quando teria perdido o controle direcional na curva e invadido a contramão de direção. Uma motocicleta Honda de cor preta, que transitava em sentido contrário não conseguiu desviar e colidiu lateralmente no carro, arremessando ao solo o condutor e o passageiro.

Lamentavelmente o piloto da motocicleta Jorge Henrique Otto, de 59 anos, faleceu no local, e o passageiro, um adolescente de 14 anos, neto do piloto, sofreu escoriações pelo corpo, suposta fratura no pé direito e suposta fratura no dedo da mão direita, sendo socorrido por terceiros. Na versão de uma testemunha, logo após o acidente o motorista do VW Golf teria fugido a pé em direção ao povoado do Cedro, sendo identificado pelo nome e possível filiação.

Equipes da Polícia Militar Rodoviária fizeram rastreamentos pra tentar localizá-lo, inclusive foram até o Cedro, mas até a manhã desta segunda-feira (01/08), ele não foi encontrado. “Trata-se de mais um sinistro grave, que culminou em morte e ferido, em um trecho de velocidade reduzida, onde teoricamente não deveria ter acontecido. A Polícia Militar Rodoviária tem realizado um trabalho preventivo com ações e operações direcionadas a orientar os usuários das rodovias, a imprensa tem nos apoiado, porém precisamos da participação efetiva dos motoristas, os quais devem respeitar as normas de trânsito”, lamentou o tenente Reinaldo Martins.

Segundo o tenente, esse acidente demonstra a importância das operações policiais, e ressalta que, muitas vezes motoristas questionam as ações, informam outros usuários das rodovias por sinais de faróis ou através das mídias sociais, favorecendo os motoristas embriagados, inabilitados ou mesmo criminosos, que mudam a rota para não serem abordados em blitz, e podem causar acidentes ou danos graves à população.

“Em relação aos motociclistas, por serem a parte mais fraca no trânsito, dentro das possibilidades, sugerimos evitarem os deslocamentos no horário noturno, devido ao sistema de iluminação não ter a mesma eficiência dos veículos de quatro rodas e as motos não possuírem o habitáculo de proteção dos automóveis, para proteção em caso de sinistros”, orientou.

(Informações/Fotos: PM RV).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui