PM Rodoviária prende foragido da justiça em Teófilo Otoni

0
482
PMTO IPTU - 728x90


No momento da prisão o foragido dava carona para três professoras até Teófilo Otoni

Durante operação da Polícia Militar Rodoviária, na quarta-feira (03/08), na MGC 418, Km 164, no posto de fiscalização, os militares abordaram um veículo VW Gol, cor branca, que deslocava-se sentido a Teófilo Otoni com quatro ocupantes, sendo o condutor e três mulheres. Os policiais consultaram os dados do motorista e constataram que havia um mandado de prisão em aberto contra ele por uma fuga da cidade de Itanhomi/MG, desde o ano de 2013, sendo ele preso e conduzido à delegacia de Polícia Civil.

Ao ser questionado se teve envolvimento em crimes, ele alegou ter passagens por roubo e tráfico de drogas. As mulheres passageiras tratavam-se de professoras que haviam pedido carona para a cidade de Teófilo Otoni. O comandante do 1º Pelotão da 15ª Cia PM Rv, tenente Reinaldo Martins disse que as professoras estão corretas ao pegarem carona em grupo, para inibir possíveis comportamentos inadequados ou mesmo criminosos de alguns motoristas, pois elas não têm como saber quem seria a pessoa, e com as placas “Mercosul” não conseguem identificar a cidade ou estado de origem do veículo.

“Temos ciência das necessidades e das dificuldades das nossas amigas professoras que trabalham na zona rural e deslocam-se diariamente para exercer a nobre profissão. Andando em conjunto tendem a aumentar a segurança e diminuir os riscos durante as coronas”, disse o tenente Reinaldo, informando ainda, que a PM Rodoviária havia prendido outro homem por força de mandado de prisão no dia 01 de agosto, na MG 217, estrada de Poté, ocasião em que a equipe abordou um transeunte e detectou o mandado judicial pelo processo do crime de roubo.

Segundo o tenente, as prisões demonstram a importância da presença da Polícia Militar Rodoviária nas rodovias, realizando ações e operações educativas e preventivas, com objetivo de manter a segurança viária, sem a presença de criminosos e prevenindo acidentes de trânsito com vítimas.

“Destacamos ainda um fator importante que temos alertado junto à imprensa, que diz respeito a não divulgação de blitz por meio de sinal de farol, nas mídias sociais ou grupos de WhatsApp. Criminosos, incluindo assaltantes, pessoas com mandado de prisão e motoristas embriagados, podem ser beneficiados, mudarem a rota para evitarem a polícia e colocarem risco a população”, alertou o militar. (Informações: PM Rodoviária, tenente Reinaldo).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui