Delegada, dra. Hérika, fala das apurações dos últimos homicídios ocorridos em Teófilo Otoni

0
458
América


Dra Hérika Ribeiro Sena está à frente das investigações

A delegada titular da Delegacia de Homicídios de Teófilo Otoni, dra. Hérika Ribeiro Sena, em entrevista ao Diário Tribuna, informou, que ela e sua equipe não pararam de trabalhar nos últimos dias com o objetivo de levantar informações relevantes quanto a autoria e motivação dos últimos quatro crimes dolosos contra a vida que ocorreram em Teófilo Otoni.

Sabrina Soares da Silva, 39 anos

O primeiro foi a morte de Sabrina Soares da Silva, de 39 anos, que ocorreu na Avenida Alfredo Sá, Bairro Concórdia, na noite de terça-feira (05/10/21). Uma testemunha informou que viu uma moto de cor escura com dois ocupantes se aproximar, e um deles desceu e atirou várias vezes contra Sabrina que morreu no local.

Gabriel de Oliveira Faria, 22 anos,
e Letícia Maria Silva Rocha, 20

Depois ocorreu o duplo homicídio, na Avenida Alberto Laender, Bairro São Diogo, na noite de quarta-feira (06/10/21), sendo as vítimas Gabriel de Oliveira Faria, de 22 anos, e Letícia Maria Silva Rocha, de 20. O casal estava dentro de um veículo estacionado na via pública quando foram assassinados a tiros. Câmeras de monitoramento da localidade mostram uma motocicleta com tanque cor amarela, com dois ocupantes, se aproximando do veículo e atirando contra os dois.

Vinícius Souza de Jesus, 28 anos

Por último, ocorreu a morte de Vinícius Souza de Jesus de 28 anos, sendo ele o suspeito de ser autor do duplo homicídio. “O Vinícius é um forte suspeito, mas não podemos confirmar ainda”, disse a delegada. O corpo de Vinícius foi encontrado na manhã de sábado (09/10/21), Rua Alameda Calisto, estrada vicinal ao lado da Calisto Diesel, no Bairro São Cristóvão, enrolado em um lençol branco e lona preta, com as pernas amarradas.

Investigações – Dra Hérika informou que está concluindo dois dos inquéritos em tempo recorde, e, questionada se de fato o casal teria sido morto por engano, respondeu que ainda não pode afirmar, “ainda estamos em investigação sobre as reais e potenciais vítimas”. Sobre o que o casal estaria fazendo parado no local, disse que, “a princípio estaria indo para um aniversário que ocorreria no local e que depois teria sido alterado o lugar”.

Dra. Hérika disse que o inquérito policial que apura a morte de Vinícius, suspeito de ter atirado contra o casal que estava dentro do carro, já está em investigação. Tinha contra ele um mandado de prisão em aberto da comarca de Araçuaí e ele teria ligação com a criminalidade em Teófilo Otoni. Sobre o piloto da moto, a Polícia Civil ainda está analisando imagens de câmeras de monitoramento da localidade.

Nas primeiras horas após a ocorrência do duplo homicídio a Polícia Militar conduziu três pessoas à delegacia e apreendeu uma motocicleta, supostamente a que teria sido usada nos crimes. Mas, dias depois, outra motocicleta também foi apreendida. “Aparentemente a segunda moto é a que mais se assemelha a usada no crime”, disse a delegada. Sobre as três pessoas apresentadas na delegacia, disse que não houve provas suficientes naquele momento, que ligassem elas ao duplo homicídio.

Como os crimes ocorreram num curto espaço de tempo, a dra. Hérika explica que, com sua equipe e apoio de outras da delegacia, ela está focada na apuração, até mesmo por determinação do chefe do 15º Departamento, para que consiga o mais rápido possível dar uma resposta à sociedade, e principalmente prender os envolvidos nos homicídios.

A Polícia Civil tem informações relevantes sobre as ocorrências, mas não podem ser repassadas para não atrapalhar as investigações. “Acreditamos que num curto espaço de tempo já teremos uma convicção, pelo menos de alguns desses crimes, do envolvimento quanto a autoria, participação, e remeteremos para o crivo do Ministério Público, pra verificar se estão de acordo com nossa investigação, e que possivelmente expeça o mandado de prisão”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui