A equipe do América perde em Varginha e precisa vencer no jogo de volta em Teófilo Otoni

0
216
PMTO IPTU - 728x90


A equipe do VEC venceu o América por 1 X 0 no Estádio Dilzon Melo “Melão”, em Varginha

A equipe do América de Teófilo Otoni enfrentou neste domingo (05/12), o VEC (Varginha Esporte Clube), no estádio municipal Dilzon Melo “Melão”, na cidade de Varginha, na Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, na fase semifinal, jogo de ida, e perdeu. O gol da vitória do VEC foi de Gabriel Porquinho, camisa 9, aos 36 minutos do segundo tempo. O goleiro Robert não compôs a equipe, por ter tomado o 3º cartão vermelho e suspenso, sendo substituído pelo goleiro Léo.

No primeiro tempo, a equipe do América jogou bem, mas no final deu uma caída, o VEC pressionou bastante sufocando o Dragão. No segundo tempo, o VEC voltou sem mudanças, já a equipe americana voltou sem o Jéferson, entrando o Roger camisa 20, e não conseguiu intimidar o dono da casa. Aos 36 minutos do segundo tempo, o VEC saiu na frente com gol de Gabriel Porquinho camisa 9, e segurou o resultado de 1 X 0 sobre o América.

No próximo domingo (12), também às 10h da manhã, tem o jogo de volta no estádio Nassri Mattar, em Teófilo Otoni. O Varginha joga pelo empate, e o América precisa vencer para ter acesso ao Módulo II do Campeonato Mineiro, Segunda Divisão, em 2022. Os jogadores do VEC comemoraram bastante com razão, mas o resultado ainda é reversível para o América, basta um gol em casa diante da sua torcida para se classificar para a final.

América: Leonardo “Léo”, Marcell, Adalberto Hilário, Carciano, Rafael Rodrigues, Vitor BH, Jeferson, Junior Lemos (C), Thiers, Otávio Marques “Tatá” e Matheus. Técnico: Marco Antônio Milagres. Varginha: Renan, Diego, Elivelton, Eduardo, Carlinhos, Marinho, Bruno, Zidane, Nestor (C), Luca, e Porquinho. Técnico: Thiago Miguel “Mister”. Árbitro: Renato Ferreira da Silva. Assistentes: Marcelo Giovanni Bertolini de Souza e João Paulo Gomes Pereira. Quarto árbitro: Márcio Tavares da Silva.

A equipe do América está na mesma condição da quarta de final, precisou vencer por qualquer placar e venceu o jogo, que foi o mais emocionante do campeonato. Agora, precisa reverter o placar contrário. E, ai, vai entrar o 13º jogador: a torcida, que fez a diferença, e vai fazer agora. Viva o América.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui