Ofuscamento solar pode ter sido a causa da colisão entre caminhões na MGC 418

0
372
PMTO IPTU - 728x90


A Polícia Militar Rodoviária registrou um acidente de trânsito com vítima, colisão entre dois caminhões, na MGC- 418, cidade de Carlos Chagas, na tarde de sexta-feira (17/12). Consta no boletim de ocorrência que um caminhão havia estourado o pneu e estacionado no acostamento para fazer a manutenção. Enquanto o motorista e o passageiro tentavam trocar o pneu, surgiu outro caminhão e colidiu lateralmente, causando danos generalizados em ambos os veículos, sendo necessário correrem para não serem atropelados.

Durante a fuga para evitar o atropelamento um dos homens caiu e sofreu uma lesão na testa, sendo socorrido por terceiros e encaminhado ao Hospital Lourenço Westim, cidade de Carlos Chagas. O motorista que causou a colisão afirmou que transitava sentido Carlos Chagas a Teófilo Otoni e devido ao ofuscamento solar não viu o caminhão estacionado no acostamento, e colidiu lateralmente, parando do outro lado da via. Apesar dos diversos danos na parte frontal, o condutor não sofreu lesões.

“O sinistro em questão demonstra a necessidade de medidas preventivas constantemente. Todas as vezes que o veículo precisar de manutenção deve ser evitado o acostamento, mas caso não haja outra alternativa, a via deve ser sinalizada adequadamente com triângulo, cones ou pequenos galhos a média e longa distâncias, de forma que os demais usuários da rodovia consigam perceber, reduzir a velocidade e caso necessário realizarem manobras evasivas” alertou o tenente Reinaldo Martins.

O militar ressalta que sabe das dificuldades vivenciadas pelos caminhoneiros, classe que permanece por horas e dias a fio nas estradas, longe das famílias, lutando contra o cansaço e passando por problemas mecânicos, e sugere a eles, dentro das possibilidades, carregarem equipamentos que facilitem uma sinalização efetiva, inclusive com iluminação, para os casos que exijam manutenção do caminhão no acostamento, pois os problemas podem ocorrer também no período noturno.

“Recentemente comentamos a respeito do ofuscamento solar da iluminação artificial, que pode causar acidentes de trânsito, principalmente colisões e saídas de pista. O motorista deve utilizar o quebra sol, reduzir a velocidade e dependendo da intensidade da luminosidade, avaliar a possibilidade de parar em algum local seguro e somente depois de apresentada uma melhora na condição adversa, prosseguir no deslocamento”, disse o tenente, completando que “a prevenção é a melhor alternativa”.

O acidente causou danos materiais e ferimentos leves, mas pela dinâmica poderia ter ocasionado uma tragédia com as mortes de três pessoas. “Polícia Militar Rodoviária: Os anjos da guarda dos caminhos de Minas”. (Informações/ Fotos: tenente Reinaldo Martins, comandante do 1º Pelotão da 15ª Cia PM Rv).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui