Motociclista morre após atropelar animal bovino na MGC 418

0
576
PMTO IPTU - 728x90


Carlos Chagas – O acidente aconteceu na terça-feira (31/05), por volta das 18h30, na rodovia MGC 418, KM 78, em Carlos Chagas. Antônio Gomes Contão, de 30 anos, conduzia uma motocicleta Honda CG, cor vermelha, da cidade de Carlos Chagas sentido Teófilo Otoni, segundo versão apresentada por uma testemunha, ele teria atropelado um boi de cor preta e caído no chão. Logo em seguida o animal caiu, levantou-se, caiu sobre o motociclista, levantou-se novamente e entrou no matagal.

Uma equipe do SAMU foi ao local, mas infelizmente constatou o óbito de Antônio Gomes. A perícia técnica da Polícia Civil fez os trabalhos de praxe no local e liberou o corpo que foi encaminhado ao IML de Nanuque para necropsia. “Trata-se da perda de mais uma vida em acidente que poderia ter sido evitado. Um jovem que tinha muito a contribuir com seus entes queridos e com a sociedade. Sinistro de trânsito interrompe vários sonhos, projetos de vida e causam sofrimento nas vítimas e nas famílias”, lamentou o tenente Reinaldo Martins.

Ele destaca que, essa questão dos animais de grande porte soltos nas rodovias não é um problema exclusivo da nossa região. Em todo o país pessoas se envolvem em acidentes de trânsito com vítimas, causados por animais. Disse que reconhece as dificuldades dos proprietários de imóveis rurais, criadores de animais de grande porte, mas eles precisam redobrar os cuidados na cautela, cuidando das instalações e mantendo funcionários para manter os animais presos.

O proprietário do animal solto em via pública pode responder pela contravenção penal “Omissão de Cautela”, além da possibilidade de delito mais grave, conforme o caso concreto, e responsabilidade civil pelos danos materiais e físicos das vítimas. “Salientamos que, mesmo com a presença do Estado nas rodovias, os riscos ainda podem coexistir, uma vez que os animais acessam o leito das vias e retornam para o mato a todo tempo. Realmente precisamos do apoio dos proprietários dos animais na cautela para juntos prevenirmos os sinistros”.

O tenente sugere aos motociclistas, dentro das possibilidades, evitarem os deslocamentos no horário noturno, devido o sistema de iluminação não ter a mesma eficiência dos veículos de quatro rodas e as motos não possuírem o habitáculo de proteção dos automóveis, para proteção em caso de acidentes. Polícia Militar Rodoviária: “os anjos da guarda dos caminhos de Minas”. (Informações: PM RV).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui