Polícia Civil prende casal suspeito da prática de estelionato em Almenara

0
136
PMTO IPTU - 728x90


As investigações apontam para estelionato aplicado por meio do golpe do falso curso profissionalizante

A Polícia Civil de Minas Gerais, através da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Almenara, prendeu em flagrante, na noite de segunda-feira (25/07), uma mulher e um homem, de 22 e 27 anos, pela prática dos crimes de estelionato, na forma tentada, e associação criminosa em Almenara, na região do Jequitinhonha.

Segundo a Polícia Civil, apuração preliminar aponta que, os investigados, que são oriundos do Estado de São Paulo, eram responsáveis por aplicar o golpe do falso curso profissionalizante, fatos que já haviam ocorrido em Almenara no início deste ano. A apuração dos fatos começou quando a PCMG recebeu informações de veiculação de publicidades em redes sociais oferecendo dezenas de cursos técnicos gratuitos nas áreas de saúde, construção civil e social.

Ainda na segunda-feira, uma das vítimas noticiou o fato à Polícia Civil, informando que os suspeitos retornariam à cidade para novas “inscrições”, e uma equipe fez diligências no local, surpreendendo o casal durante a palestra de apresentação dos supostos cursos.

“Conforme apurado, o esquema ocorria da seguinte forma: ao entrar em contato com os suspeitos, as vítimas eram convidadas a deixar o nome e o contato telefônico. Posteriormente, elas eram avisadas de que haviam sido selecionadas e deveriam comparecer no horário e local indicados, sendo geralmente hotéis, associações comerciais e até câmaras municipais. No local, as vítimas participavam de uma palestra, em que eram apresentados os cursos e plataformas. Nesse momento, os suspeitos informavam que o curso era gratuito, mas seria necessário adquirir o material técnico pedagógico pelo valor de R$ 600,00 no boleto ou ainda por R$ 1.200,00 no cartão de crédito, parcelado em até dez vezes. Todos os cursos possuíam o mesmo valor”, informou o Delegado Regional de Almenara, dr. Thiago de Carvalho Passos.

Segundo o delegado, os investigados ainda prometiam a entrega de certificado por meio de instituição credenciada no Ministério da Educação, após a realização de aulas práticas e avaliações. Posteriormente, as vítimas não conseguiam mais contato com a falsa instituição de ensino, e só lhes restava pagar por algo que não receberam.

Há indícios de que os suspeitos, nos últimos dias, tenham passado por inúmeras cidades, inclusive outras do Baixo e do Médio Jequitinhonha, e que a associação criminosa também vinha atuando em outros Estados. A equipe da Polícia Civil apreendeu vasto material, composto pelos contratos, crachás, máquinas de cartão de crédito, os aparelhos celulares utilizados nas transações, além de um veículo de alto valor de mercado.

“A Polícia Civil verificou, ainda, a existência de diversos registros de ocorrência em várias cidades com os nomes das empresas, CNPJ, números de telefone e, inclusive, com o nome de um dos suspeitos, indicando a prática do crime de estelionato. Os suspeitos foram autuados em flagrante e encaminhados ao Departamento Penitenciário (DEPEN/MG) em Almenara”, informou o dr. Thiago. As investigações prosseguem com vistas à completa elucidação dos fatos e responsabilização penal dos envolvidos, bem como a recuperação dos ativos obtidos indevidamente das vítimas. (Informações/Fotos: PCMG, Almenara).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui