Motorista morre e passageiros ficam gravemente feridos em colisão entre Fiat Toro e caminhão, na MGC 418

0
1366

Carlos Chagas – A Polícia Militar Rodoviária foi acionada para atender um gravíssimo acidente, na noite de sábado (2/2), na MGC 418, no km 80, em Carlos Chagas, sendo uma colisão frontal, envolvendo um caminhão e uma picape Fiat Toro. Os militares sinalizaram a rodovia, visando manter a segurança e evitar novos incidentes. Uma equipe do Samu prestou os primeiros socorros às vítimas graves, e outra equipe havia encaminhado uma das vítimas da Fiat Toro, uma adolescente de 15 anos, para o hospital de Carlos Chagas em situação gravíssima.

Os outros dois ocupantes da caminhonete continuavam encarcerados, sendo um deles, o condutor, de 48 anos, que não apresentava sinais vitais. Os policiais perceberam que após a colisão, os dois veículos pararam no acostamento da rodovia, no sentido Teófilo Otoni a Carlos Chagas, mas, com as suas frentes voltadas para o sentido oposto. Uma equipe do Corpo de Bombeiros fez o desencarceramento do passageiro que também foi encaminhado ao hospital de Carlos Chagas, e após a chegada da perícia técnica da Polícia Civil que fez os trabalhos de praxe no local, fez o desencarceramento do corpo do condutor da Fiat Toro, que foi removido ao IML para necropsia.

Segundo o tenente Reinaldo, a ocorrência foi bastante complexa, e considerando a posição final dos veículos, as equipes dos bombeiros e da perícia técnica tiveram que acionar o guincho para arrastar a caminhonete para a retirada do corpo, que foi repassado para uma funerária de Carlos Chagas. “Para se ter uma ideia das dificuldades, essa ocorrência iniciou-se às 21h30 de sexta-feira e foi encerrada no final da manhã deste sábado”, disse o tenente.

O condutor do caminhão disse que seguia pela MGC 418, sentido Carlos Chagas a Teófilo Otoni, quando viu que a Fiat Toro que transitava em sentido oposto estava invadindo a contramão direcional, estando o condutor da caminhonete aparentemente dormindo ao volante. Disse ainda que, por esse motivo, reduziu a velocidade do caminhão e tentou evitar a colisão frontal, desviando da frente da caminhonete para a outra pista, mas, repentinamente o condutor da caminhonete se assustou e fez um brusco golpe na direção, voltando para sua mão e colidindo frontalmente com o caminhão. O caminhoneiro foi submetido ao teste do etilômetro com resultado negativo. A declaração dele foi corroborada por outros condutores que presenciaram o acidente.

Os militares fizeram contato por telefone com a mãe da passageira de 15 anos para informar do ocorrido. Ela disse que a filha havia reclamado que o pai dela, o condutor da Fiat Toro, estava dirigindo há muito tempo de forma ininterrupta, sem pausa para descanso ou repouso. Também por telefone, o irmão do condutor disse que, os familiares envolvidos no acidente estavam se deslocando de Castanheira, estado do Mato Grosso, com destino à Montanha, Espírito Santo. A viagem teria se iniciado no dia 1/2, com apenas uma parada em Belo Horizonte, dia 2/2, no horário do almoço, para fazerem a revisão da caminhonete. Em seguida continuaram a viagem.

“Isso demonstra que a família pode não ter descansado em uma viagem tão longa e cansativa” pontua o tenente Reinaldo. O passageiros da caminhonete, a menor de 15 anos, e um idoso de 78, ambos filha e pai do motorista, devido à gravidade das lesões, foram encaminhados do hospital de Carlos Chagas para o hospital Santa Rosália, em Teófilo Otoni. Segundo o tenente, caso realmente o cansaço e o sono tenham sido o motivo do acidente, volta a alertar quanto à necessidade de respeito à fisiologia, planejando a viagem com intervalos para descansos.

“Uma viagem de três dias requer paradas em hotéis, casas de amigos ou familiares. Dificilmente, mesmo tomando medicamentos e energéticos o corpo resiste a tanto esforço. Na verdade estamos surpresos como esse motorista conseguiu dirigir tanto até essa triste colisão. Estamos falando de um deslocamento de quase 3.000 km de distância”, disse. (Informações/Fotos: tenente Reinaldo Martins, comandante do 1º Pelotão da 15ª Cia PM Rodoviária).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui