Motociclista de 26 anos morre após colidir em automóvel na estrada de Poté

0
345

A Polícia Militar Rodoviária foi acionada, na noite de domingo (11/2), a comparecer na rodovia MG 217, km 24, em Poté, onde ocorreu um acidente de trânsito envolvendo um automóvel Toyota Etios de cor prata e uma motocicleta Honda CG de cor vermelha. Na versão da condutora do carro, juntamente com duas passageiras, trafegavam sentido Teófilo Otoni a Poté, quando depararam com a motocicleta em sentido oposto, que ao fazer uma curva invadiu a contramão, indo a sua direção, colidindo frontalmente.

O condutor da motocicleta, Eder Alves de Souza, 26 anos, que residia no distrito de Sucanga, em Poté, foi arremessado para cima do automóvel, posteriormente caiu ao chão, e teve ferimentos generalizados pelo corpo. O SAMU foi acionado, mas infelizmente a equipe constatou o óbito dele. A condutora do Toyota Etios nada sofreu. Ela foi submetida ao teste do etilômetro (bafômetro), não sendo constatado o uso de bebida alcoólica.

Com o impacto uma das passageiras sofreu um corte no lábio e fratura no dedo da mão esquerda. A outra passageira teve um pequeno corte em um dos dedos, mas dispensou atendimento médico, sendo as duas atendidas pela equipe do SAMU. A perícia técnica da Polícia Civil fez os trabalhos de praxe, em seguida o corpo foi removido ao IML de Teófilo Otoni para a necropsia.

“Antes do feriado de carnaval a Polícia Militar Rodoviária, com apoio da imprensa, alertou os usuários das rodovias, quanto a necessidade de aumentar a prevenção, inclusive sugerimos que os motociclistas evitassem deslocamentos no período noturno. Um fator que nos chama a atenção é que nos dois primeiros dias do feriado, milhares de veículos passaram por nossas rodovias e não tivemos registros de fatos graves. No domingo, um dia em que as rodovias estavam pouco movimentadas acontece essa tragédia”, ressalta o tenente Reinaldo Martins.

Não se referindo especificamente a esse acidente, uma vez que as causas serão esclarecidas somente no inquérito policial ou no processo, o tenente enfatiza que, “a grande maioria das mortes e lesões no trânsito ocorre por falha humana. Todos os dias devido a um acidente, em algum lugar do país uma família está sepultando um filho, um pai, um neto, um irmão, um marido, um amigo. E normalmente quando se faz uma análise essa pessoa deveria estar viva. Porém, por algum comportamento inadequado no trânsito aconteceu um grave sinistro”.

Disse que a PM Rodoviária tem detectado muitas imprudências, muitos usuários das estradas tem reclamado das atitudes de outros condutores, principalmente excesso de velocidade, ultrapassagens perigosas e invasão da pista contrária. “O nosso trabalho é necessário na segurança viária, mas a responsabilidade do motorista é o fator principal na prevenção”, pontuou o comandante do 1º Pelotão da 15ª Cia PM Rodoviária, tenente Reinaldo Martins. (Informações: 15ª Cia PM Rv).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui