Operação Livre Acesso resulta em prisões e apreensões em Carlos Chagas

0
436
PMTO IPTU - 728x90


A Polícia Civil de Minas Gerais, em uma operação integrada com a Polícia Militar de Minas Gerais deflagrou, na manhã de terça-feira (14/06), a operação Livre Acesso, em Carlos Chagas. A ação policial teve por objetivo desarticular um grupo criminoso envolvido no tráfico de drogas local.

Ao todo, seis mandados judiciais de buscas foram cumpridos pelas equipes policiais, resultando na prisão em flagrante de duas pessoas. Um revólver calibre 38 foi apreendido, além de 13 munições da arma, 01 espingarda polveira, recolhida, celulares e 04 animais da fauna silvestre, recuperados.

Investigações – A operação Livre Acesso foi desencadeada após investigações da PCMG constatarem a presença de atividades do narcotráfico na cidade, especialmente nos bairros Najla e Estação da Luz, onde as medidas cautelares foram cumpridas.

As apurações foram suficientes para colher indícios de que os investigados diziam aos moradores dos bairros que eles “não deveriam se preocupar com as abordagens realizadas, pois, tudo estava sendo feito em prol da segurança dos cidadãos de bem”, conforme os autos do inquérito policial, ainda em andamento.

A Polícia Civil concluiu que a justificativa apresentada pelo grupo teria se dado ao fato de, supostamente, traficantes rivais, naquela região, estarem em constantes conflitos e, portanto, seria necessária a proteção por parte da organização criminosa, no que a PCMG poderá investigar, também, se houve, ainda, o crime de fazer justiça pelas próprias mãos, previsto no Código Penal.

O nome da operação é uma alusão à descoberta da Polícia Civil sobre o modo de agir da associação criminosa, que, por meio de conhecido aplicativo de mensagens por celular, ordenavam à população que entrasse naqueles bairros apenas em automóveis, e que estivessem com faróis na luz baixa e velocidade reduzida para o reconhecimento por parte dos traficantes. (Assessoria de comunicação da PCMG).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui