Justiça Eleitoral recebe mais de 206 mil novas urnas que serão utilizadas nas Eleições 2022

0
313
PMTO IPTU - 728x90


Ao todo, o pleito deste ano contará com 577 mil urnas eletrônicas. Desse total, 224.999 equipamentos são do modelo UE2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e os 27 Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) do país receberam até semana passada 206.199 urnas eletrônicas do modelo UE2020, de um total de 224.999 previstas para serem entregues até outubro pela empresa Positivo Tecnologia. Ao todo, nas Eleições Gerais de 2022, serão utilizadas 577 mil urnas.

Vinte e um TREs já receberam a quantidade prevista de unidades dos novos equipamentos. Apenas os Regionais da Bahia, Ceará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima, além do TSE, ainda aguardam o recebimento de algumas urnas.

Os novos aparelhos permitirão a renovação do parque da Justiça Eleitoral, já que a vida útil de uma urna eletrônica é de 10 a 12 anos. Para estas eleições, as urnas fabricadas em 2006 e em 2008 serão substituídas pelos novos modelos.

Licitação – Em julho de 2020, a empresa Positivo Tecnologia venceu a licitação para a produção dos novos modelos da urna eletrônica. Todas as fases de fabricação dos equipamentos são acompanhadas de perto pela equipe da Coordenadoria de Tecnologia Eleitoral (Cotel) da Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE.

Em dezembro de 2021, representantes do TSE, incluindo o então presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, e o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Mauro Campbell Marques, visitaram as instalações das fábricas das urnas nas cidades de Manaus (AM) e Ilhéus (BA), e puderam observar in loco os rigorosos padrões de segurança adotados pela empresa do início ao fim da produção do equipamento.

Modelo UE2020 – As urnas modelo UE2020, além de um novo design, possuem um processador 18 vezes mais rápido que o da versão anterior. O teclado foi aprimorado e a bateria terá duração por toda a vida útil do equipamento. O terminal do mesário também passou por uma modernização: deixou de ter teclado físico e agora conta com tela sensível ao toque. Assim, enquanto uma pessoa vota, outra poderá ser identificada pelo mesário, o que aumenta o número de eleitores por seção ou diminui eventuais filas.

Acessibilidade – As novas urnas eletrônicas que serão utilizadas nas Eleições 2022 contarão com outras duas grandes novidades em termos de acessibilidade, uma voltada para pessoas com deficiência visual e outra para eleitores com deficiência auditiva. Essa preocupação com a inclusão de todo o eleitorado é constante na Justiça Eleitoral. Assim, desde a criação da urna eletrônica, diversos recursos vêm sendo implementados para que todos tenham a oportunidade de votar. (Informações/Foto: TSE).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui